BATA ANTES DE ENTRAR





Arquiteto e homem felizmente casado, Evan Webber ( Keanu Reeves ) tem a casa para si e seu cão Monkey no fim de semana do Dia dos Pais devido ao trabalho e uma consulta de fisioterapia devido a uma lesão no ombro, enquanto sua esposa e filhos pequenos vão em uma viagem à praia planejada pela família . Sua esposa Karen ( Ignacia Allamand ), uma artista bem-sucedida, deixa seu assistente Louis ( Aaron Burns ) responsável por sua escultura que precisa ser transferida para uma galeria de arte.



Duas garotas, Gênesis ( Lorenza Izzo ) e Bel ( Ana de Armas ) tocam na porta de Evan. Ele abre a porta e elas dizem que estão procurando o endereço de uma festa. É noite e chove torrencialmente. Como elas não têm meios de comunicação, Evan permite que usem a Internet e elas se apossam  da casa e de alguns discos antigos de Evan de vinil que ele têm desde quando era DJ . Elas então desaparecem no banheiro quando o motorista de uma Uber que Evean chamou, chega. Evan tenta convencê-las a irem embora, mas quando ele começa a força-las a sair,Evan  não resiste e acabam fazendo sexo a três.A Uber, depois de esperar um pouco,vai embora.



Evan descobre que a escultura de sua esposa foi vandalizada pelas meninas. Quando Evan ameaça chamar a polícia, as meninas revelam que são menores de idade., Vivian,uma amiga da Karen, ( Colleen Camp )bate na porta e pergunta se Evan precisa de ajuda. Vendo Gênesis, Vivian fica indignada e vai embora sem querer saber de qualquer explicação . Quando Evan ameaça,de vez denunciar uma invasão, elas cedem e aceitam ser levadas para casa.
Ele então retorna para dentro casa, limpa a bagunça e tenta voltar para o trabalho. Assim que  ele está se aproximando de completar seu projeto, ele ouve um ruído quebrando. Ele encontra uma moldura quebrada com a foto  de sua família e Gênesis bate-o com uma das esculturas de sua esposa. Bel sobe em Evan  tentando despertá-lo enquanto  vestida com  o uniforme escolar da filha...

Algumas críticas:
O Sr. Roth,o diretor, também um dos escritores do filme, se divertiu muito, equilibrando a vingança das mulheres jovens com o fato incontornável da violação ética de Evan.
 Glenn Kenny
 NY Times 

Roth e Reeves nos encerram para uma nova e emocionante onda.
Damon Wise
Império

A atualização lustrosa e razoavelmente divertida de Eli Roth do filme o de 1977 de Peter Traynor "Jogo da Morte".
Ben Kenigsberg
Variety

Eli Roth volta com outro filme repugnante, desta vez brincando alegremente com uma invasão de casa, tortura, pedofilia e vingança, mas nunca parece saber o que ele quer dizer.
Jeffrey M. Anderson
Common Sense Media


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UM POUCO MAIS DE JULIA ROBERTS

A FOTÓGRAFA ANNIE LEIBOVITIZ, PARA MIM ,A MELHOR!

COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ